Baterias são produtos que podem ser instaladas facilmente pelo próprio usuário, porém recomendamos que sejam instaladas por auto-elétricas e/ou revendedores autorizados para que sejam feitas a pré e pós-análises com densímetros e amperímetro na bateria e no veículo, além de garantir a correta fixação no suporte do veículo e armazenar e destinar futuramente a bateria usada para a fábrica, protegendo o meio ambiente e atendendo a resolução 257 do CONAMA.

Importante:
Carros com injeção eletrônica é importante conectar uma bateria substitua para que não ocorra perda da memória eletrônica.


1 - Cada veículo opera com uma bateria especificada. Procure instalar a bateria correta para cada veículo.

2 - Instale somente baterias à plena capacidade de carga, com densidade de 1,265 +/-0,005 g/l e 12,60-12,65 Volts entre pólos-terminais em circuito aberto.

3 - No momento da troca ao desconectar os cabos desligue primeiramente o cabo negativo(-). Ao instalar a nova bateria inicia-se pelo lado positivo(+).

4 - Antes de remover a bateria usada observe qual o seu terminal, se positivo (+) ou negativo (-), que está ligado ao cabo ou malha de aterramento ou massa. O cabo de aterramento é o que está ligado ao bloco do motor ou lataria. Marque qual é ele.

5 - Limpe os terminais dos cabos, o dispositivo de fixação e o suporte. Água com bicarbonato de sódio, ou água fervente, remove eventual corrosão. Limpe os terminais da bateria e unte com vaselina.

6 - A bateria deverá ser firmemente fixada no suporte próprio para isso. Porém, deve-se verificar se a bandeja e acomodação da bateria contém objetos estranhos( pedra, parfuso, etc.).

7 - Verifique a polaridade dos cabos antes de efetuar a ligação; se a mesma for invertida danificará .seriamente os componentes elétricos do veículo.

8 - Verifique se o regulador de voltagem do veículo está bem regulado. Isso se faz com um simples voltímetro de baixa leitura medindo diretamente sobre os pólos da bateria instalada e ligando o motor, que para baixa rotação deverá nos fornecer uma leitura mínima de 13,20 Volts com os consumidores ligados (faróis, etc.) e 14,2 Volts no máximo com os mesmos desligados. Estas são as regulagens normais de veículos de passeio nacionais. Se as leituras obtidas estiverem muito fora desses parâmetros, procure um bom eletricista para verificar a causa do problema.

9 - Verifique periodicamente o nível de eletrólito da bateria. Sempre que necessário, deverá ser completado com água destilada de boa procedência, de preferência da própria, sem extravasar. Somente utilize solução eletrolítica em casos de perda do eletrólito por tombamento da bateria. Fazer verificação a cada 90 dias para carros comuns e veículos de transporte a cada 30 dias.